Primata Vegetariano

Desde o surgimento da matéria, da energia, tempo e espaço, formando a fisica, química, biologia e a história, em um processo de 13,5 bilhões de anos, passamos por 3 grandes revoluções: cognitiva, agrícola e científica. O mundo e as coisas como conhecemos estão em constante evolução e após o início dessa nova Era precisamos nos fazer uma pergunta: qual o próximo passo? Nós acreditamos em desafiar o comum “status quo” com uma visão integrativa harmônica dos corpos: físico, mental, emocional, energético e espiritual. Entendemos que assim como em Atenas, o conhecimento tem que ser pautado sobre 4 pilares: arte, ciência, filosofia e religião para proporcionar uma saúde que transcenda o corpo físico e atinga todos os níveis do nosso ser, e não estamos sozinhos nessa. Percebemos que a cada ano, mais pessoas adotam a espiritualidade, mais crianças nascem questionando, mais pessoas começam a se importar com a dor dos outros e algumas até se tornam vegetarianas por isso, mas em um mundo onde a maioria dos nutricionistas são “ordinários”, não existe espaço para uma alimentação extra-ordinária. Por esse motivo existimos, este é o nosso propósito: Validar: através de descobertas tecnológicas e científicas mais recentes. Viabilizar: porque o último nível da sabedoria é a simplicidade, a ciência da Nutrição tem que estar presente de forma natural traduzida em momentos agradáveis. Facilitar: já que não basta ser possível, tem que ser fácil, rápido, prazeroso e nutritivo. Acessibilizar: tendo em mente que é barato porque é para todos. As pessoas devem conseguir se conectar com um estilo de vida que faça sentido evolutivo e que esteja conectado com a revolução da consciência. Nosso papel nesta revolução é trocar dogma por consciência e mitos por ciência. Antigamente, apenas as mentes mais brilhantes como Leonardo da Vinci, Albert Einstein, Platão, entre muitos outros entendiam estes conceitos, hoje, muita gente já sente qual é a direção correta, o mundo tem 7 bilhões de pessoas, 10% delas já são vegetarianas. Podemos afirmar duas coisas: Em um mundo perfeito não há sofrimento. Não vivemos em um mundo perfeito. Para 6,2 bilhões de pessoas estes fatos dão a perspectiva de acomodação, com frases como “o mundo não é perfeito mesmo”, “deus criou assim” e etc. Mas para os outros 700 milhões que optaram pelo vegetarianismo, essa perspectiva se traduz em esperança, para sairmos do atual e atingirmos o ideal, e mesmo que não consigamos, mais importante do que a velocidade é a direção. A cada dia nos afastamos do ordinário, caminhando para o extraordinário. Se você é uma dessas pessoas, você é MUITO especial para nós! Se você esta conectado com o que estamos falando, Bem vindo ao Primata Vegetariano o mundo de quem se importa!